09/07/2014

O misterioso caso Elisa Lam


Olá amigos e amigas. Hoje voltamos a contar com a dica de um leitor aqui do blog Noite Sinistra. O amigo Franklin Uchoa nos sugeriu que fosse publicado um texto a respeito do O misterioso caso de Elisa Lam. Confiram mais abaixo esse caso que se tornou um dos assuntos mais discutidos desde a sua ocorrência.

O misterioso caso de Elisa Lam é um desses casos atípicos que nos fazem perder um longo tempo tentando refletir a respeito e desenvolver alguma teoria. A história trágica dessa jovem parece saída de um roteiro de filme de suspense assinado pelo mestre Alfred Hitchcock.


Em fevereiro de 2013, Elisa, uma estudante de 21 anos de idade, de Vancouver, no Canadá, foi encontrada morta dentro de tanque de água no último andar do Hotel Cecil, em Los Angeles.


O departamento de polícia local concluiu sua investigação sobre a morte dela como “afogamento acidental” e a perícia afirmou que nenhum vestígio de drogas ou álcool foram encontrados durante a autópsia.

No entanto, a história vai muito além do que aquilo que está descrito nos relatórios policiais. A primeira evidência é uma fita de vigilância do elevador que registrou o comportamento de Elisa apenas alguns momentos antes de perder a sua vida.

O vídeo de quatro minutos, postado no YouTube, mostra Elisa pressionando todos os botões do elevador e esperando que ele se mova. Vendo que as portas do elevador não se fecham, ela começa a se comportar de forma extremamente bizarra. Estaria ela tentando usar o elevador para ir para o outro mundo? (clique AQUI para conhecer essa creepypasta).


Após pressionar todos os botões do elevador, Elisa espera que algo aconteça, mas, por alguma razão, a porta do elevador não fecha. Ela começa a olhar em volta, como se ela estivesse se escondendo de alguém. É evidente que a jovem estava assustada com algo, ou sob efeito de alguma substância que possa ter lhe causado alucinação, mas como a autópsia revelou, Elisa não possuía nenhum vestígio de droga ou álcool em seu corpo.

Às 01:57, os braços e as mãos começam a se mover em uma forma muito estranha (e não humana) e ela parece estar falando com alguém. Após Elisa sair do elevador, a porta do aparelho se fecha e, em seguida, parece começar a funcionar novamente.

Após o estranho evento acontecido no elevador, a jovem canadense teria subido até o último anda do hotel. Segundo a polícia, ela teria subido no reservatório de água usado para abastecer o Hotel Cecil, e de alguma forma acabou se afogando no reservatório. Seu corpo foi encontrado duas semanas após sua morte, depois que hóspedes do hotel reclamando sobre a cor e gosto da água.

Vendo as imagens de vigilância, a maioria das pessoas concluiriam que ela estava sob a influência de drogas. No entanto, Elisa não tinha um histórico de uso de drogas e sua autópsia concluiu que nenhuma droga estava envolvida.

Talvez a história por trás do hotel contribua para enriquecer ainda mais o mistério que envolve a morte de Elisa Lam.

A Obscura História de Hotel Cecil

Segundo informações da Wikipédia norte americana, o hotel Cecil foi construído na década de 20, e originalmente possuía 700 quartos, mas atualmente conta com 640 quartos. Construído atender aos “empresários que vinham para a cidade e passavam uma ou duas noites”, Hotel Cecil foi rapidamente ofuscado por hotéis mais glamorosos.

Localizado perto da infame área de Skid Row, a partir da década de 50 o hotel começou a alugar quartos a longo prazo com preços baratos, uma política que atraiu uma multidão.

A reputação do hotel, porém, rapidamente passou de “matreiro” para “mórbido” quando se tornou notório por inúmeros suicídios e cerca de três homicídios, assim como o alojamento de famosos assassinos em série.

O hotel havia sido a residência do serial killers Richard Ramirez, em 1985, e Jack Unterweger , em 1991. Rumores afirmam que Hotel Cecil pode ter sido um dos últimos lugares onde Elizabeth Short (Black Dahlia) foi vista antes de seu assassinato em 1947.


O caso de Elisa Lam é mais uma para a mórbida história do hotel e nos leva a a questionamentos a respeito do que estaria acontecendo no local.

O filme Água Negra 2005 (“Dark Water”)

A história de Elisa Lam é assustadoramente semelhante ao filme de horror Água Negra (“Dark Water”) de 2005. Dahlia, a principal protagonista do filme se move para um prédio de apartamentos com sua filha Cecilia. Note que ambos os nomes são relevantes.


Black Dahlia é o apelido dado a Elizabeth Short, uma mulher que foi vítima de um assassinato horrível, em 1947 – que parecia ser particularmente ritualístico. O caso nunca foi resolvido. Há boatos ainda de que o Black Dahlia estava hospedada no Hotel Cecil antes de perder sua vida. Outras informações dizem que ela havia frequentado o bar do hotel horas antes de seu corpo ser encontrado em um terreno baldio.


No filme, o nome da filha, Cecilia, é, obviamente, muito semelhante ao nome do Hotel Cecil.

Depois de se mudar para o apartamento dela, Dahlia percebe uma água escura vazando do teto em seu banheiro. Ela finalmente descobre que uma jovem chamada Natasha Rimsky tinha se afogado em tanque de água no último andar do edifício, o que causou a água escura.

O proprietário do prédio sabia sobre este fato, mas se recusou a tomar medidas. Lembrando que o corpo de Elisa Lam estava no tanque de água por mais de duas semanas, fazendo com que os hóspedes do hotel reclamassem da “água negra”.

O final do filme também é assustadoramente relevante: o edifício de apartamentos apresenta um elevador com problemas e um fantasma que enrola os cabelos da mãe a de Cecilia. Seria a morte de Elisa Lam um desses assassinatos rituais que são espelhados no filme de Hollywood?

Coincidência bizarra

Logo após a descoberta do corpo de Elisa Lam, um surto mortal de tuberculose ocorreu em Skid Row, perto do Hotel Cecil. Você provavelmente não vai acreditar o nome do kit de teste utilizado nestes tipos de situações é LAM-ELISA.

Investigação às escuras

As autoridades de Los Angeles determinaram em junho de 2013 que a morte de Elisa Lam foi acidental e que ela era “provavelmente bipolar”.


Dito isto, algumas perguntas permanecem sem resposta. Como Elisa teria chegado na área em que se localiza o tanque do hotel, já que essa é uma área de difícil acesso?


Como afirma o repórter no vídeo, a área de cobertura é protegida por um sistema de alarme e o reservatório de água era bem difícil de alcançar. Como Elisa chegou a essa área? Além disso, como é que ela fechou a tampa do reservatório de água?


Como é geralmente acontece em caso de mortes estranhas, as autoridades têm sido extremamente sigilosas durante a investigação. O que realmente aconteceu aqui?

Por que existem tantas estranhas coincidências? Por que Elisa Lam agiu de forma tão estranha no elevador? Havia um aspecto ritualístico ligado a esta morte? Por que o Hotel Cecil tem atração para estes tipos de histórias? Existe alguma coisa paranormal acontecendo e envolvendo entidades das trevas?

Há um mistério acontecendo lá e as autoridades parecem não querer investigar mais.


Agradecimentos ao amigo Franklin Uchoa pela dica.

Fontes: Ah Duvido e Isso é Bizarro

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Links Relacionados:

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

12 Comentários
Comentários
12 comentários:
  1. oi , Djalma teclando : cara , eu baixei um video dela no elevador no meu celular pra ver o que aconteceu lá né , até aqui normal , mas quando eu fui ver apareceu "arquivo corrompido , saindo..." tá , ja aconteceu antes com outros arquivos , mas com esse demorou um pouco mais pra sair e fiquei com um baita medo disso passar mesmo 0.0 , corri apagar isso kk , agora só estou com uma sensação de agua dentro do ouvido , sei bem como é porque ja morei na praia O.O

    ResponderExcluir
  2. pode ter sido...surto psicótico....esquizofrenia paranoide...ou até mesmo influencia de espíritos obsessores..segundo os espíritas locais de atividade assim onde ocorreram suicídios e assassinatos costumam manifestar atividades dessa natureza..os espíritos tentam influenciar pessoas mais fracas ou vulneráveis chegando mesmo a conseguir possessão..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é por isso que locais onde ocorreram suicídios costumam ocorrer outros..segundo o espiritismo isto se daria por influencia e até mesmo possessão desses espíritos que se suicidaram no local antes em pessoas mais vulneráveis, propensas ou fracas..

      Excluir
  3. Que caso estranho. Se ela não tinha problemas mentais, neste vídeo ficou parecendo que ela tinha. Seria possível um assassinato? Que tenso isso D:

    ResponderExcluir
  4. Obrigado meu mano por postar esse caso, um dos casos que me deixa sempre intrigado. Agradeço por ter aceito minha dica. Abraço

    ResponderExcluir
  5. o hotel pode estar portras de tudo ja que é impossivel a elisa entrar no reservatorio e o alarme nao ser ativado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, boa observação, talvez os donos curtam um ritual ou outro de vez em quando..

      Excluir
    2. Ta aí algo que não tinha pensado e me lembrou o filme o Bebê de Rosemary que os vizinhos tinham aparência de pessoas pacatas sendo que eles eram os satanistas.

      Excluir
  6. Posta aí então fas favor o caso da Junko Furuta. Sequestrada, torturada e morta por membros de uma gangue japonesa Yakuza em 1989. (Luisa).

    ResponderExcluir
  7. Que bizarro, to pensando em várias possibilidades aqui, mas nada se encaixa. o.O

    ResponderExcluir
  8. Satanas a levou mas estou certo de q as autoridades e ate mesmo os donos do hotel estao envolvidos JESUS DISSE: O MUNDO JAZ NO MALIGNO E QUE O DIABO VEIO P ROUBAR,MATAR E DESTRUIR

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave