09/11/2017

Ossos humanos são encontrados dentro de sala de aula em escola na Paraíba


Descoberta em um colégio desativado em João Pessoa está intrigando as autoridades brasileiras; material encontrado foi recolhido e será examinado.

Um punhado de ossos foi encontrado dentro de gavetas e de caixas de papelão, em uma sala da Escola Estadual Pedro Augusto Porto Caminha (Eepac), no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa, na Paraíba, na manhã de terça-feira (7-11-17).

De acordo com o Instituto de Polícia Científica (IPC), os ossos foram achados por usuários de drogas, que usavam entorpecentes no local. Isso porque a escola, que fazia parte da rede estadual da Paraíba , está desativada e fechada.

A perita Amanda de Melo, do IPC, esteve no local onde os ossos foram encontrados e explicou que nem todo o material encontrado é de origem humana. Ela comentou que alguns ossos, inicialmente, são compostos de plástico. “Alguns ossos são de material plástico, pois não têm o aspecto poroso, mas outros, por sua vez, apresentam características compatíveis com ossos humanos”, avaliou. Todo o material foi recolhido pelo IPC e levado para ser minuciosamente examinado por especialistas. O objetivo é identificar se os ossos humanos pertencem a uma só pessoa.

Segundos os peritos da IPC, a provavelmente não é local de desova de cadáveres. Por isso, os especialistas suspeitam que a ossada fazia parte dos materiais de estudo dos estudantes quando o colégio estava ativado.

A Secretaria de Estado da Educação da Paraíba (SEE) informou por meio de sua assessoria que o Eepac, como é conhecida a escola, deixou de funcionar no ano de 2015. Desde então, o prédio foi devolvido a uma ordem religiosa, que é a proprietária do edifício.


Escolas desativadas em todo o País

Enquanto a população de alguns locais sofre com a falta de vagas na rede pública, em outras partes do País o fenômeno é o contrário: sobram escolas, faltam alunos. Esse é um dos motivos que leva à desativação de escolas.

As explicações vão desde mudanças no perfil das populações até a migração de alunos da classe média para a rede particular de ensino.

Especialistas avaliam ainda que o esvaziamento das escolas públicas é resultado do processo de privatização que o País viveu na década de 90.

Nessa época se criou na cabeça das pessoas o modelo da escola dual: a pública é para pobre, a particular é para rico, uma presta, a outra não. E assim começou a crescer a oferta da educação privada. Qualquer um que ganha um pouco mais faz um sacrifício para tirar o filho da escola pública.

A Eepac está desativada desde 2015, de acordo com a Secretaria da Educação do estado da Paraíba. Após isso, o prédio da escola foi devolvido a uma ordem religiosa, que é a proprietária do edifício.


Fontes: G1 e Ig

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave