25/05/16

Aeronáutica libera áudios registrados na 'Noite Oficial dos OVNIs'


Era 20 de maio de 1986 quando o tenente-brigadeiro do ar Octávio Júlio Moreira Lima, então ministro da Aeronáutica, convocou uma coletiva de imprensa. A intenção do oficial era divulgar ao Brasil inteiro que caças da Força Aérea Brasileira (FAB) haviam perseguido, sem sucesso, 21 objetos voadores não identificados (OVNIs) que sobrevoaram o espaço aéreo de nosso país.

24/05/16

Autoridades alemãs dizem ter identificado serial killer que atuou por três décadas


Um aposentado que morreu em 2014 pode estar por trás de uma sequência de assassinatos brutais ocorridos nas décadas de 1970 e 1990, afirmam autoridades alemãs.

Investigadores estão apurando a ligação de Manfred Seel com as mortes de cinco mulheres e um adolescente (foto ao final da matéria).

Assassinos da ficção inspirados em assassinos reais



Quando, em 1968, o filme Boston Strangler (No Brasil, “O Homem que odiava as mulheres”), chegava às telas do cinema, a sociedade se perguntou se era correto ou não usar uma história verídica de assassinatos para entretenimento. Não seria desumano com as vítimas de carne e osso? Boston Strangle recontava os passos do assassino conhecido como “Estrangulador de Boton, que na década de 60 invadiu a residência de mulheres que moravam sozinhas, as estrangulando com peças de seus próprios vestuários. Um sujeito que cumpria pena por diversos abusos sexuais, Albert DeSalvo, confessou o crime. Sua confissão era detalhada, mas havia alguns erros em seu relato, além da falta de evidências físicas o ligando aos assassinatos. Seja como for, Albert nunca foi formalmente acusado pela série de homicídios do estrangulador de Boston. Ele foi misteriosamente assassinado em sua cela, enquanto cumpria pena por seus ataques sexuais. Muitos duvidam de sua culpa, principalmente por que existem evidências de mais de um estrangulador atuando na cidade por esse período. Boston Strangle foi o primeiro filme biográfico sobre um assassino em série nos Estados Unidos.

Se as pessoas se escandalizaram com o filme de 1968, acreditando que nunca houveram casos de criminosos reais usados como inspiração para assassinos fictícios, elas estavam equivocadas. Décadas antes, diversos homicidas da vida real serviram de molde para assassinos da ficção. Alguns filmes inspirados em criminosos reais alcançaram um sucesso arrebatador, tornando-se clássicos. Outros foram rechaçados pelo público e crítica, permanecendo nas “gavetas” para posteriormente se tornarem cults.

Abaixo, uma lista de assassinos da ficção INSPIRADOS em assassinos de carne e osso. Nesses filmes, nomes, locais e características físicas são modificadas, mas a maldade, ódio e perversidade são mantidos. Eles são personagens que demonstram que às vezes a ficção e realidade andam de mãos dadas.

23/05/16

Os parques abandonados da Disney


A leste do parque Magic Kingdom, no Walt Disney World, Estado americano da Flórida, existe um lago chamado Bay Lake. No meio do lago existe uma ilha, onde ficava o Discovery Island - um parque abandonado que, segundo depoimentos, a Disney prefere manter escondido e não deixa ninguém se aproximar.

22/05/16

Crescente uso de 'drogas do estupro' na América Latina preocupa autoridades


A história começa com uma mulher despertando nua em uma cama de um quarto de hotel no qual não se lembra de ter entrado. Ela foi drogada em uma festa. E as únicas pistas que restam do que ocorreu na noite anterior são as marcas de estupro ainda visíveis em seu corpo.

18/05/16

Suposto viajante no tempo em luta de Mike Tyson em 1995


O vídeo com um trecho de uma luta de Mike Tyson está causando espanto nas redes sociais. Nas imagens, que voltaram a circular na semana passada, o pugilista está no ringue e, ao fundo, um homem aparece segurando algo (muito) parecido com um smartphone. Convido a todos a conhecerem um pouco mais a respeito desse assunto que nos foi sugerido pelo amigo Rick Biotto.

Publicidade 1

Publicidade 3

Postagem em destaque

Links da Deep Web 2016