30/08/2012

Josef Mengele - O anjo da Morte


Olá atormentados...O texto a seguir tem como tema, "O anjo da morte", médico nazista que matou e torturou uma enormidade de pessoas, em nome da "ciência" Nazista. Venha conhecer o carrasco de Auschwitz e mergulhar nos horrores da segunda guerra mundial.

Josef Rudolf Mengele nasceu em 16 de março de 1911, em Günzburg (Alemanha). Filósofo e coronel-médico da SS (tropa de elite nazista), executou 400 mil prisioneiros - entre eles judeus, homossexuais, ciganos, deficientes físicos e estrangeiros. Os poupados da morte eram enviados ao zoológico, como eram chamados os barracões onde ficavam as cobaias humanas.

Desde os tempos de faculdade na Universidade de Munique, tornou-se amante da genética e conheceu o Dr. Ernest Rudin, que pregava o dever moral dos médicos de eliminar "criaturas indesejáveis", ou seja, judeus e homossexuais. Aprofundou seus estudos e projetos no Instituto de Hereditariedade, Biologia e Pureza Racial do Terceiro Reich, em Frankfurt.

Os Experimentos

Mengele realizou cirurgias de mudança de sexo, removeu os órgãos genitais de milhares de crianças sem qualquer anestesia, castrou, esterilizou e testou-as com drogas alucinógenas. Ele acreditava que, anões, deficientes físicos e gêmeos eram fruto da excessiva miscigenação entre raças, alimentando uma espécie de "tara macabra" por estes últimos.

Com um sorriso nos lábios, Mengele presenteava-as com doces e roupas para depois levá-las ao seu laboratório - quando não nos caminhões que transportavam os prisioneiros, em seu próprio carro particular.


Em meio a um leque de testes monstruosos, ele transferia sangue de tipos diferentes de um gêmeo para outro e injetava corantes em seus olhos, causando infecções e cegueira; costurava-os no intento de criar um único gêmeo siamês; amputava braços e pernas para tentar, obviamente sem sucesso, regenerá-los e atirava os prisioneiros em tanques de água fervente para ver quanto tempo eram capazes de resistir.

Ao fim de seus experimentos, as cobaias eram mortas e tinham seus corpos dissecados. Dos cerca de 3 mil gêmeos que entraram em Auschwitz, apenas 183 sobreviveram.


Os procedimentos de Mengele, que serviam como uma ótima desculpa para o seu sadismo, não contribuíram em nada para o progresso da medicina e jamais conseguiram provar a superioridade da raça ariana (alemã).

Fuga

Com a iminente derrota nazista, Mengele fugiu de Auschwitz pouco antes da chegada das tropas soviéticas e permaneceu escondido na Alemanha até 1949, quando mudou-se para a Argentina sob o falso passaporte austríaco de Wolfgang Gerhardt.


De 1970 até sua morte em 1979, viveu no Brasil - mais precisamente no sul e nos arredores de São Paulo. Seu Pedro, como era conhecido, passava os dias cuidando de jardins e ouvindo Wagner e Mozart. Morreu afogado em Bertioga, litoral sul de São Paulo, e sua ossada foi identificada em 1992 através de um exame de DNA de seu filho.


Confira abaixo o documentário do History Channel sobre Mengele



Fonte: O corvo.

Quando amanhecer, você já será um de nós...


Postagens em Destaque do Noite Sinistra                                                
Clique aqui para acessar...Clique aqui para acessar...Clique aqui para acessar...Clique aqui para acessar...Clique aqui para acessar...
Os campos de concentração no Ceará
O holocausto brasileiro: O hospital Colônia em Minas Gerais
Vídeo mostra relíquia egípcia se movendo sozinha
Tapeçaria antiga com representações de alienígenas
A estranha anomalia do Atlântico Sul
Clique nas imagens, para acessar as postagens que você deseja ler...



15 Comentários
Comentários
15 comentários:
  1. Baixar o Documentário - Mengele - O Anjo da Morte - Dublado - http://mcaf.ee/yrqus

    ResponderExcluir
  2. só eu percebi uma semelhança de nomes aqui ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Postado por Nando Gerhardt "

      Excluir
    2. Exato...eu moro em uma parte do RS cuja colonização foi tipicamente de origem germânica e minha família é de origem Austríaca. Até onde eu sei o meus antepassados vieram da Europa lá pelos anos de 1870. Meu sobrenome possui uma variação em terras germânicas, parece que pessoas com sobrenome Gebhardt também seriam pertencentes a mesma origem genealógica...

      Excluir
    3. mas assim . . . no caso desse Josef Mengele , ele usou um nome falso né ?

      Excluir
    4. Exatamente...ele mudou de nome quando veio para a Argentina e mudou novamente quando veio para o Brasil...

      Abraço manolo!!!

      Excluir
    5. Noite Sinistra, tu tem alguma informação sobre a cidade de Cândido Godói, capital mundial dos gêmeos, aqui no RS? Será que existe alguma relação com médico nazista, ou realmente foi apenas uma alteração genética que teria acontecido com os primeiros moradores da cidade?

      Excluir
    6. Moro a 30 Km de Candio Godói,existe muito mistério nesta historia.Existem fotos dele aqui, pessoas mais velhas contam que o conhecerem, e que ele esta enterrado aqui,mas quando alguém propõem a exumação do corpo de tal sepultura até o exercito guarda o cemitério.... http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI24803-15228,00-NAZISTA+JOSEF+MENGELE+CRIOU+CIDADE+DOS+GEMEOS+BRNO+RIO+GRANDE+DO+SUL+DIZ+LI.html

      Excluir
    7. Egon será mesmo, existem essa fotos !? Achei incrivel essa materia que postou ai em cima .. achei essa mais completa aparentemente .. http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL995232-5598,00.html

      Excluir
  3. Nossa.....esse homem era um doente,diabolico

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo foge,vai pra onde? Brasil,é claro
    E o povo ainda fala que Hitler não suicidou,mas fugiu para o Brasil...

    ResponderExcluir
  5. Ele morou aqui na região também, uma vez a EPTV fez um documentário sobre ele. Morou em Serra Negra/SP, num sítio, os empregados dele diziam que ele era calmo, quieto, e PARECIA um bom homem. Nunca desconfiaram do passado sombrio do mesmo.

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave